quinta-feira, 31 de março de 2016

PÃO DIÁRIO - ORE COMO JABEZ OROU!



E foi Jabez mais ilustre do que seus irmãos; e sua mãe deu-lhe o nome de Jabez, dizendo: Porquanto com dores o dei à luz.
Porque Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo: Se me abençoares muitíssimo, e meus termos ampliares, e a tua mão for comigo, e fizeres que do mal não seja afligido! E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido.
1 Crônicas 4:9,10

Meu querido imagina alguém receber da própria mãe um nome que significa em hebraico; afligir, pesar ou com dores dei à luz, pois foi exatamente esse o nome que aquela mãe deu ao seu filho Jabez.

Jabez tinha tudo para crescer um menino derrotado e cheio de traumas, mas, ele não aceitou palavras de derrota em sua vida.
Imagina a infância de Jabez como foi, os coleguinhas fazendo as mais diversas piadinhas com o nome dele.

A bíblia fala de Jabez somente nesses dois versículos, mas, nos deixa uma bela lição de como não aceitar algo ruim em nossa vida.
Jabez faz uma das mais belas orações da bíblia invocando o Senhor e ele diz assim;

Se me abençoares muitíssimo, e meus termos ampliares, e a tua mão for comigo, e fizeres que do mal não seja afligido!

São poucas palavras ditas por Jabez, mas, elas tocaram no mais íntimo do coração do Eterno, tanto que é que quando a bíblia cita a oração de Jabez ela já inicia falando que ele foi mais ilustre que seus irmãos, porque invocou o nome Santo do Senhor!

Meu querido, se lançaram maldição sobre sua vida falando que você sempre será um derrotado, que tudo que você inicia fica pela metade, que você seria tudo menos um vencedor, faça com Jabez, dobre seus joelhos e invoque o nome do Senhor dos Senhores.

E o mais importante, Jabez não impôs nada a Deus ele começa sua oração dizendo “Se me abençoares muitíssimo”, faça isso sinceridade e a mão de Deus será com você e aqueles diziam que você não seria ninguém ficaram vislumbrados com que o Eterno fará em sua vida.


Que a paz a graça e misericórdia de Cristo Jesus estejam com você e com todos de sua família! 

0 comentários:

Postar um comentário