segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

PALAVRA DE DEUS - SEJA GRATO A JESUS!




Efésios 2:13-14
13 Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto.
14 Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio,


Eu começo o devocional de hoje contando a você uma história!
Na década de 1960, no auge da Guerra do Vietnã, um orfanato situado em uma aldeia administrada por missionários foi atingido por um bombardeio. Dezenas de crianças morreram na hora e muitas outras ficaram feridas. Entre elas estava uma menina de oito anos, em estado muito grave. Essa criança precisava de sangue com urgência, mas rapidamente os médicos missionários descobriram que ninguém da equipe era compatível com aquele tipo sanguíneo.
Então, eles se reuniram com os moradores da aldeia e com a ajuda de um intérprete, explicaram a situação da menina. Contudo, a maioria dos moradores não podia doar sangue, devido ao seu estado de saúde. Depois de testarem o tipo sanguíneo dos poucos candidatos, a equipe médica chegou à conclusão de que somente um menino tinha condições de ajudar a criança.
Após realizarem os procedimentos necessários, deitaram o garoto em uma cama ao lado da menina e inseriram uma agulha em sua veia. Enquanto o sangue era coletado, ele continuava quietinho, com os olhos fixos no teto. Depois de alguns minutos, o menino deu um pequeno soluço e com a mão que estava livre, tapou o rosto tentando esconder as lágrimas. O médico, então, pediu para o intérprete perguntar ao menino se ele estava sentindo dor. Ele respondeu:
Não, moço. Pode continuar.
Porém, não demorou muito para que o soluço e as lágrimas voltassem. Preocupado, o missionário pediu para ao intérprete para descobrir o que estava fazendo aquele garotinho chorar. O enfermeiro conversou tranquilamente com ele e, em seguida, explicou ao médico o porquê do choro:
Ele achou que ia morrer. Ele não tinha entendido direito o que você disse e estava achando que ia ter que doar todo o seu sangue para a menina não morrer.
Espantado, o médico missionário se aproximou da criança e, com ajuda do intérprete, perguntou:
se você achava que iria morrer, por que se ofereceu para doar seu sangue?
Com o coração cheio de amor, o menino respondeu:
porque ela é minha amiga e eu preferia morrer no lugar dela.

Esse menino colocou em pratica aquilo que Jesus no ensinou, amar ao próximo como a nós mesmo, mesmo achando que isso, lhe custaria a vida aquele garotinho doou seu sangue. Do mesmo modo, Jesus se entregou por mim e por você naquela cruz. Ele doou o seu sangue para remissão de nossos pecados, Ele entregou sua vida para que tivéssemos livre acesso ao Pai.

Que esse amor imensurável de Jesus possa contagiar sua vida, sua casa e sua família e sobretudo, que você possa retribuir tamanho amor sendo grato a Ele com obediência e o honrando em todo instante e em todo lugar!

Que a paz a graça e a misericórdia de Cristo Jesus estejam com você e com todos de sua família!


0 comentários:

Postar um comentário