segunda-feira, 25 de junho de 2018

PALAVRA DE DEUS COM JÚLIO FALCÃO - AMAR COMO JESUS AMOU!




Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão;
E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre o seu animal, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele;
E, partindo no outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: Cuida dele; e tudo o que de mais gastares eu to pagarei quando voltar.
Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores?

Lucas 10:33-36


Uma das coisas que Jesus mais pregou foi o amor ao próximo, algo que parece estar em extinção nos últimos dias, quase ninguém se preocupa com o próximo. Se alguém caí pelo caminho da vida, ao invés de ver mãos estendidas para o ajudar, só enxerga os dedos da acusação apontados.
Se um irmão está carente financeiramente ou por causa de alguma enfermidade, poucos se colocam na posição desse samaritano que ajudou aquele homem que estava ferido à beira do caminho de Jericó.
Mas, ainda a esperança para o mundo enquanto nele tiver pessoas que somam companheirismo e dividem o amor.

Deixa eu te contar um historia para ilustrar bem o que é o amor verdadeiro ao próximo sendo colocado em primeiro lugar:

Há alguns anos, nas olimpíadas especiais de Seattle, nove participantes, todos com deficiência mental, alinharam-se para a largada da corrida dos 100 metros rasos.

Ao sinal, todos partiram, não exatamente em disparada, mas com vontade de dar o melhor de si. 
Um dos garotos tropeçou no asfalto, caiu e começou a chorar. 
Os outros oito ouviram o choro. 
Diminuíram os passos e olharam para trás. 
Então viraram e voltaram. Todos eles. 
Uma das meninas com Síndrome de Down ajoelhou, deu um beijo no garoto e disse: "Pronto, agora vai sarar". 
E todos os nove competidores deram os braços e andaram juntos até a linha de chegada. 
O estádio inteiro levantou e os aplausos duraram muitos minutos...

Talvez os atletas fossem deficientes mentais, mas com certeza, não eram deficientes espirituais... Isso porque, lá no fundo, todos nós sabemos que o que importa nesta vida, mais do que ganhar sozinho é ajudar os outros a vencer, mesmo que isso signifique diminuir os nossos passos...

Autor desconhecido.

Você pode fazer a diferença na vida de muitas pessoas, dando um abraço amigo, matando a fome e principalmente anunciando o Pão da Vida que tira o pecado do mundo, Senhor Jesus, só ele é capaz de limpar as feridas de quem caiu, perdoar os pecados e conduzir a vida eterna!

Que a paz a graça e a misericórdia de Cristo Jesus estejam com você e com todos de sua família!






0 comentários:

Postar um comentário