segunda-feira, 30 de julho de 2018

PALAVRA DE DEUS COM JÚLIO FALCÃO - DIANTE DE DEUS ME COLOCO DE JOELHOS!




Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo,
Do qual toda a família nos céus e na terra toma o nome,


Existem várias pessoas que se curvam diante de qualquer problema, na primeira adversidade olham para a situação de já começam a limitar o agir de Deus, como que se Deus fosse menor que aquele problema, ou seja, como se o Eterno fosse incapaz, fosse limitado.
Deus é o Todo-poderoso, o grande EU SOU!

Se o problema está localizado na saúde, lembre-se que foi ele que fez o corpo e seus órgãos perfeitos, como perfeito Ele é, e que esse mesmo Criador é capaz de restaurar o que não anda bem.

Se porventura o problema é emocional, lembre-se que Ele é que te deu a alma e é nela que são expressas as alegrias ou tristezas e se a sua tem revelado só tristezas, dores e angustias, é porque você tem se curvado diante dos problemas e não diante de Deus.

Paulo diz nessa carta aos irmãos de Éfeso que por uma determinada causa ele se colocaria de joelhos diante de Deus, Pai do nosso Senhor Jesus Cristo.

Não existe causa demasiadamente grande para nosso Deus, simplesmente porque Deus é ilimitado, seu poder é imensurável. Portanto, não tente limitar seu agir, não fique olhando para o diagnóstico, para vida conjugal, a vida financeira ou quem sabem até mesmo para a espiritual e dizendo que não dá mais, que é o fim, porque não é! Se curvares diante de Deus nesse exato momento de coração sincero e com fé, pedindo em o Nome Poderoso de Jesus e não colocando limites no agir do Eterno, eu tenho a absoluta certeza que toda sua história mudará e mudará para um tempo exponencial.
Creia em Deus e no seu filho Jesus, ore ainda hoje de joelhos dobrados e verás que essa causa é infinitamente pequeno diante do Todo-Poderoso Deus.

Que a paz a graça e a misericórdia de Cristo Jesus estejam com você e com todos de sua família!


PARA OUVIR OU BAIXAR GRATUITAMENTE O DEVOCIONAL EM ÁUDIO, CLIQUE AQUI!

0 comentários:

Postar um comentário